Anderson Silva reclama do UFC e ameaça se aposentar

0
1
Anderson Silva voltou ao octógono em janeiro e teve seu nome envolvimento em caso de doping Foto: AFP/UFC / LANCE!

Ex-campeão dos médios faz desabafo contra UFC e exige luta com cubano por cinturão interino dos médios: ‘Se os caras (UFC) não me derem essa luta, estou acabado’

Anderson Silva está em pé de guerra com o Ultimate. O brasileiro, que espera por um adversário para garantir sua presença no UFC 212, dia 3 de junho, no Rio de Janeiro, há quase um mês, soltou o verbo contra a organização, pediu uma disputa pelo cinturão interino dos médios contra Yoel Romero e garantiu que se o combate não acontecer irá se aposentar do esporte.

Em participação no programa The MMA Hour , Spider desabafou a respeito da espera por um novo oponente e demonstrou irritação diante da possibilidade de não lutar no Brasil.

“Se os caras não me derem a luta pelo cinturão interino, estou acabado. Vou ficar com a minha família. Disse que vou enfrentar Romero. Respeito Romero, ele é um grande lutador. Ele é o número um no ranking. Mas por que Romero viria ao Brasil por nada?”, declarou o brasileiro, que recebeu a resposta de Yoel durante o programa.

“Enfrento Anderson somente pelo cinturão interino. Se não for por isso, vou esperar minha chance pelo título.”

O brasileiro citou o tempo que está gastando treinando no Rio, longe da família, como um dos maiores problemas.

“Fiquei aqui por muito tempo treinando. Não é minha culpa que Gastelum saiu da luta. Não é meu problema. Meu problema é treinar duro para lutar no Brasil para os meus fãs. O que acontece com meus fãs agora? O que acontece com quem pagou para me ver lutar? É a segunda vez que isso acontece, estou cansado disso”, declarou, lembrando que ficou de fora do UFC 198, em Curitiba, no ano passado.

Spider foi ainda mais fundo ao expressar o tamanho de sua insatisfação com a maior organização de MMA do mundo.

“Isso é uma porcaria. Estou cansado, muito cansado. Sempre fui respeitoso. Nunca falo de situações ruins com o UFC… acho que estou de saco cheio. Luto há muito tempo. Estou cansado. Estou muito irritado. Tenho meu legado, tenho minha história. É muito frustrante, pois é a segunda vez que não estou lutando no meu país”, disparou.

Depois de vencer Derek Brunson, no UFC 208, em Nova York (EUA), Anderson Silva foi escalado para enfrentar Kelvin Gastelum no UFC Rio, em junho. O americano acabou flagrado no doping por uso de maconha e agora espera por um novo adversário para o evento.

Fonte: https://www.terra.com.br/esportes/lance/anderson-silva-reclama-do-ufc-pede-luta-por-titulo-e-ameaca-se-aposentar,bdefda756c1b6d4598f7ff0450ba97d8qaqy0ubq.html