Hospital de Porto Alegre envia estoque de pele para ajudar feridos em incêndio em creche de MG

0
12
Pouco mais de 2,5 mil centímetros quadrados de pele foram enviados à Belo Horizonte (Foto: Eduardo Chem/Arquivo pessoal)

Lote enviado ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, tem 2.522 cm². Criança de 4 anos, que teve 70% do corpo queimado, será transplantada.

O Hospital da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, referência nacional em doação de pele, enviou nesta terça-feira (10) o primeiro estoque para auxiliar no tratamento das crianças feridas no incêndio em uma creche localizada na cidade de Janaúba, em Minas Gerais. No ataque, na última quinta (5), provocado por um vigia, 11 pessoas morreram.

As doações são medidas por centímetro quadrado. O lote enviado ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, tem 2.522 cm².

Segundo o cirurgião Eduardo Chem, chefe do Banco de Pele da instituição, o material será usado em um transplante de uma criança de 4 anos, que teve 70% do corpo queimado. A cirurgia deve ser realizada nesta quarta (11).

“É uma criança em estado grave, muito grave. O hospital tem mais cinco ou seis pacientes graves. À medida que eles forem se recuperando, vamos enviar mais, se nos for solicitado”, afirma o médico ao G1.

O enxerto de pele é usado para o tratamento de grandes queimados, principalmente crianças, ou de traumas graves.

Na semana passada, Damião Soares dos Santos, de 50 anos, entrou na creche, colocou fogo nele, em crianças e funcionários do local, onde trabalhava como vigia. Ele morreu horas depois. Ao todo, 11 pessoas morreram na tragédia – nove crianças e dois adultos.

De acordo com o hospital João XXIII, sete pessoas estão internadas na instituição, sendo cinco crianças e dois adultos. Entre as crianças, duas estão em estado grave, outra, estável, e duas tiveram alta do Centro de Tratamento Intensivo (CTI). Os adultos também apresentam estado de saúde grave.

Outros internados

A Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) informou também que mais duas crianças permanecem internadas, em estado estável, no Hospital Infantil João Paulo II.

No Hospital Odilon Behrens, outra unidade de saúde que também recebeu feridos do ataque à creche, três crianças de dois, quatro e seis anos também permanecem internadas na pediatria do hospital, com quadro clínico estável. Há previsão de alta para as três crianças nos próximos dias.

Nove pessoas continuam internadas em dois hospitais de Montes Claros, e dois adultos, que ajudaram no socorro às vítimas, estão internados no Hospital Regional de Janaúba, por terem inalado fumaça tóxica.

Ataque a creche de Janaúba (Foto: Editoria de Arte/G1)
Ataque a creche de Janaúba (Foto: Editoria de Arte/G1)

Fonte: https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/hospital-de-porto-alegre-envia-estoque-de-pele-para-ajudar-feridos-em-incendio-em-creche-de-mg.ghtml